Biodiversidade | Fauna | Répteis

Cágado-de-carapaça-estriada
Foto: Vasco Flores Cruz
< >

NOME CIENTÍFICO Emys orbicularis

CURIOSIDADES

Podem viver entre 40 a 60 anos em estado selvagem e 100 anos em cativeiro.

Distribuição

Na Europa com excepção das ilhas Britânicas e Escandinávia, Ásia Menor e Norte de África.

Em Portugal é uma espécie autóctone, com distribuição descontínua a norte do Tejo, conhecendo-se populações no Paul da Tornada, Lagoas do Prado e em Figueira de Castelo Rodrigo. A bacia do Guadiana é a mais importante para o cágado-de-carapaça-estriada.

Estatuto de conservação

Portugal: EN (Em perigo)

Espanha: VU (Vulnerável)

Global (IUCN 1994): LR/nt (Baixo risco/próximo de ameaça)

Directiva Habitats: Anexos II e IV.

Convenção de Berna: Anexo II - espécie da fauna estritamente protegida.

CARACTERÍSTICAS

Descrição

Família Emydidae

Esta espécie apresenta uma coloração preta, cinzenta ou castanha com riscas e manchas amarelas no corpo e carapaça. O plastrão, ou face ventral, é plano, ligeiramente móvel, com coloração cinzenta ou amarela e apresenta manchas dispostas de forma irregular. O espaldar, ou face dorsal, é rígido, abaulado e, nos adultos, a quilha é pouco notória. Apresenta coloração escura, com manchas amarelas que, quando fundidas, originam um desenho radial em cada placa dorsal. A união entre as duas faces da carapaça dá-se através de ligamentos cartilagíneos. As extremidades são robustas, apresentam escamas, unhas compridas e membranas interdigitais.

Os recém-nascidos têm carapaça quase circular, coloração semelhante aos adultos mas mais escura e apresentam pequenas manchas amarelas nos bordos da face dorsal. Nesta fase, a quilha é mais evidente do que nos adultos e a face ventral apresenta-se bastante móvel.

Comportamento

Diurno, activo durante a maior parte do ano, excepto nas zonas mais quentes e mais frias nas quais pode estivar e hibernar, respectivamente.

Ciclo de Vida

A cópula realiza-se habitualmente em meio aquático após o Inverno, no entanto, caso haja estivação, também pode ocorrer no Outono. Um buraco escavado pela fêmea recebe a postura de 3 a 18 ovos entre Maio e Julho. A maturidade sexual é alcançada pelos machos aos 6-8 de idade (120mm de comprimento) e, pelas fêmeas, aos 10-12 anos (130mm).

Dimensões

Machos: 157mm de comprimento.

Fêmeas: 160mm de comprimento.

Recém-nascidos: 30mm de comprimento.

Alimentação

Fazem parte da sua dieta diversos invertebrados aquáticos, larvas e adultos de anfíbios, peixes, bem como alguma matéria vegetal e insectos terrestres. Por vezes pode alimentar-se de pequenas crias de aves. Tem como principais predadores o javali, sacarrabos, ratazana, aves de rapina diurnas, corvídeos e garças. Os juvenis podem ser predados pelo lúcio.

Habitat

Presente em habitats de água doce ou salobra, permanentes ou temporários como charcos, albufeiras, represas, rios e ribeiros. Não ocorre acima dos 1000m e, em algumas zonas, partilha o seu habitat com o cágado-comum. Prefere locais com vegetação aquática abundante e margens com vegetação reduzida