Biodiversidade | Fauna | Aves

Rouxinol-grande-dos-caniços
Adulto. Foto: Wikimedia Commons
< >

NOME CIENTÍFICO Acrocephalus arundinaceus

CURIOSIDADES

Distribuição

Encontra-se na Europa continental e em grande parte da Ásia. Em Portugal, é uma ave comum, distribuindo-se por quase todo o território desde que existam habitats adequados.

Estatuto de conservação

Portugal: LC (Pouco Preocupante).

Espanha: LC (Pouco Preocupante).

Global (IUCN): LC (Pouco Preocupante).

Convenção de Berna: Anexo II.

CARACTERÍSTICAS

Descrição

Ordem: Passeriformes | Família: Sylviidae (Felosas)

Esta ave de coloração castanha e garganta esbranquiçada é uma das maiores felosas. Possui um bico poderoso, comprido, fino, direito e pontiagudo, testa íngreme e apresenta uma lista supraciliar distinta (mais evidente do que no rouxinol-pequeno-dos-caniços).

Dimensões

16 a 20 cm de comprimento.

Habitat

Prefere zonas húmidas com vegetação emergente abundante como caniçais, tabuais, charcos, pauis, pântanos, valas, canais, bem como ribeiros com vegetação densa nas margens.

Comportamento

É uma ave migradora reprodutora que está presente em Portugal entre finais de Março e Agosto. As aves europeias geralmente passam o Inverno nas zonas tropicais de África.

O seu canto é repetitivo e vibrante. Canta sobretudo durante o amanhecer, onde pode ser observado empoleirado em campo aberto a cantar e, ao anoitecer. No entanto, pode também ser escutado durante o dia.

Reprodução

Esta ave forma ninhos em forma de taça nos caniços, nos quais o macho e a fêmea incubam 4 a 6 ovos.

Alimentação

Alimenta-se de insectos (insectívoro).