Biodiversidade | Fauna | Aves

Garça-branca-pequena
Foto: Wikimedia Commons
< >

NOME CIENTÍFICO Egretta garzetta

CURIOSIDADES

Pode percorrer 20 km entre o local de nidificação e de alimentação.

Distribuição

Em Portugal, a garça-branca-pequena é uma espécie residente e pode ser observada todo o ano. No entanto, durante a época de reprodução distribui-se maioritariamente na metade Sul do país.

Prefere as regiões litorais, sendo mais rara no interior Norte. Existem colónias no Ribatejo, Alentejo e Algarve.

Estatuto de conservação

Portugal: LC (Pouco preocupante).

Espanha: LC (Pouco preocupante).

Global: LC (Pouco preocupante).

Directiva Aves: Anexo I.

Convenção de Berna: Anexo II.

Convenção de Washington (CITES).

CARACTERÍSTICAS

Descrição

Ordem: Ciconiiformes | Família: Ardeidae

É uma garça de dimensão média, esguia e elegante.

A plumagem é branca, possui o bico direito e negro, patas negras e dedos amarelos. Durante a época de reprodução exibe duas penas alongadas na nuca.

Comportamento

Durante a noite repousa nas árvores.

É uma ave migradora que passa o Inverno em África, Médio Oriente e, por vezes, no Sul de Espanha e Noroeste europeu.

Habitat

É uma ave aquática que pode ser encontrada em estuários, lagoas e orla costeira, charcos, açudes, pauis, valas, cursos de água, arrozais e pisciculturas.

Dimensões

Atinge no estado adulto 55 a 65 cm de comprimento e 88 a 106 cm de envergadura.

O peso varia entre 350 a 550 gramas.

Ciclo de Vida

A garça-branca-pequena nidifica em árvores, arbustos, caniçais, matas e menos frequentemente em falésias e cavidades.

Ambos os progenitores cuidam das crias.

Alimentação

Esta espécie inclui na sua dieta peixes, larvas e adultos de anfíbios, crustáceos, larvas e adultos de diversos insectos aquáticos e terrestres, minhocas, caracóis e ainda pequenos mamíferos e répteis.